Dicas para uma melhor escolha saudável na alimentação.

Tempo de leitura: 4 minutos

Já ouviu a famosa frase ” Nós Somos o que Comemos” ?? 

Pois é, por isso iremos te ajudar a fazer escolhas saudáveis utilizando a pirâmide alimentar

Na base da pirâmide estão reunidos os alimentos  ” in natura “ ou minimamente processados. Estes devem ter preferência na sua alimentação. Procure inclui-los sempre em maior quantidade, na maioria das refeições, pois são indispensáveis para uma nutrição equilibrada já que fornecem grande parte dos nutrientes que necessitamos diariamente (fibras, vitaminas, minerais, etc).

Alimentos ” in natura ” , o que são?

São geralmente os orgânicos , colhidos diretamente de plantas.

São também os de animais adquiridos para consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixarem a natureza.

Minimamente processados, o que são?

Alimentos in natura que foram submetidos a alterações mínimas com o objetivo de aumentar seu tempo de armazenamento e durabilidade, facilitar a digestão e torná-los mais agradáveis ao paladar. Limpeza, remoção de partes não comestíveis, secagem, embalagem, pasteurização, resfriamento, congelamento, moagem e fermentação são exemplos de processos mínimos que transformam alimentos in natura em minimamente processados. (pensei em fazer quadradinhos ao lado da pirâmide)

Exemplos: legumes, verduras, frutas, batata, mandioca e outras raízes e tubérculos in natura ou embalados, fracionados, refrigerados ou congelados; arroz branco, integral ou parboilizado; milho em grão ou na espiga, grãos de trigo e de outros cereais; feijões, lentilhas, grão de bico; cogumelos frescos ou secos; frutas secas, sucos de frutas e sucos de frutas pasteurizados e sem adição de açúcar ou outras substâncias; castanhas, nozes, amendoim sem sal ou açúcar; cravo, canela, especiarias em geral e ervas frescas ou secas; farinhas de mandioca, de milho ou de trigo e macarrão ou massas frescas ou secas feitas com essas farinhas e água; carnes de gado, de porco e de aves e pescados frescos, resfriados ou congelados; leite pasteurizado “longa vida ” ou em pó, iogurte (sem adição de açúcar), ovos, chá, café e água.

Modere!

No segundo andar da pirâmide temos os produtos extraídos de alimentos in natura ou diretamente da natureza.

Exemplos: óleos, gorduras, açúcar e sal. Utilize em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos.

Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias com base em alimentos in natura ou minimamente processados, os óleos, as gorduras, o sal e o açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem que fique nutricionalmente desbalanceada.

Limite!

O terceiro andar corresponde aos alimentos processados. Limite o seu uso, consumindo-os em pequenas quantidades. Os métodos utilizados na sua fabricação alteram a composição nutricional, principalmente elevando a quantidade de calorias.

Alimentos processados o que são?

Produtos fabricados essencialmente com a adição de sal ou açúcar a um alimento in natura ou minimamente processado.

Exemplos: Cenoura, pepino, ervilhas, preservados em salmoura ou em solução de sal e vinagre; extrato ou concentrados de tomate (com sal e ou açúcar); frutas em calda e frutas cristalizadas; carne seca e toucinho; sardinha e atum enlatados; queijos; e pães feitos de farinha de trigo, leveduras, água e sal.

Evite!

O quarto e último andar corresponde aos alimentos multiprocessados. Devem ser evitados pois são nutricionalmente desbalanceados. Por conta de sua formulação e apresentação, tendem a ser utilizados como substitutos dos alimentos in natura ou minimamente processados, e consumidos em excesso.

Alimentos multiprocessados o que são?

Produtos cuja fabricação envolve diversas etapas e técnicas de processamento e vários ingredientes (amido modificado, gordura hidrogenada, sódio, xaropes, etc), muitos deles de uso exclusivamente industrial (corantes, aromatizantes, realçadores de sabor, etc).

Exemplos: Refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote”, “macarrão instantâneo”, sorvetes, balas e guloseimas em geral, cereais açucarados, bolos e misturas para bolo, barras de cereal, sopas, molhos, refrescos, iogurtes e bebidas lácteas adoçados e aromatizados, bebidas energéticas, produtos congelados e prontos, hambúrgueres e extratos de carne de frango ou peixe empanados do tipo nuggets, salsichas e outros embutidos, pães de forma, pães para hambúrguer ou hot dog, pães doces e produtos panificados.

Pontos Negativos:

Excesso de calorias e tamanhos gigantes!


Hipersabor! Com a “ajuda” de açúcares, gorduras, sal e vários aditivos, são formulados para que sejam extremamente saborosos, induzindo ao hábito ou mesmo para criar dependência.


Comer sem atenção! A maioria dos alimentos multiprocessados é formulada para ser consumida em qualquer lugar e sem a necessidade de pratos, talheres e mesas. Essas circunstâncias, prejudicam a capacidade de o organismo “registrar” devidamente as calorias ingeridas.
Calorias liquidas! No caso de refrigerantes, refrescos e muitos outros produtos prontos para beber, o aumento do risco de obesidade é em função da comprovada menor capacidade que o organismo humano tem de “registrar” calorias provenientes de bebidas adoçadas.

 

Dr. Rodolfo revela como emagrecer de 5 a 10 KG de gordura corporal em 21 dias, de modo saudável,  sem remédios e dietas malucas. Clique na foto abaixo :

 

 

Comente com o Facebook

Deixe uma resposta